segunda-feira, 14 de maio de 2018

Além do Arco-íris

Sabe a melhor coisa de ter memória curta (para a maioria das coisas)? É poder reler, re-assistir filmes, séries e outras coisas mil vezes e não se cansar. Well, algumas semanas atrás eu estava chorando que nem um bebê depois de assistir um vídeo de Chocolate com Pimenta. O que eu não choro mais com a minha vida chorei com aqueles 50 segundos de uma das últimas cenas da novela.

Bom, se você me conhece, você sabe que eu talvez tenha uma pequena obsessāo por Chocolate com Pimenta. Deve saber que eu assisti as três vezes que passou na TV e talvez tenha assistido obsessivamente mais duas (ou três, who is counting?) vezes na internet quase toda a novela. Bom, aquele vídeo me fez entrar no clima e eu decidi re-assistir a novela de novo. Depois de eu conseguir assistir quase toda a novela pela internet, eu decidi re-assistir com um olhar crítico. Porque sinceramente isso é doentio esse vício e eu precisava encontrar erro para mostrar a mim mesma como algo que eu gosto pode ter muitos erros e quem sabe eu não sigo em frente e desisto de re-assistir tantas vezes.

Então, segue agora minhas observações sobre Chocolate com Pimenta após quase 15 anos quando assisti a primeira vez. Eu disse que minha memória é curta e não lembrava de muita coisa, mesmo que a última vez que eu assisti foi a menos de 4 anos. Por isso, decidi re-assistir duas vezes seguidas. Fica seu conceito decidir se é desculpa para ver de novo ou não. Minhas observações são desde críticas, dúvidas e comentários de como essa novela seria vista nos dias de hoje. 

Vamos começar pelo começo. Ana Francisca toda atrapalhada (me reconheci total), chega a cidade e tem a oportunidade de estudar na escola com bolsa. Pergunta, como que uma cidade dessa nāo tem escola pública? Ok, vamos seguir em frente. O tempo era outro e com o prefeito Vivaldo, eu até entendo, não terem dinheiro para isso. Eu me pego pensando se existe tantas pessoas inocentes como Ana Francisca, acreditar em tudo que falam e nessa maldade que fazem contra ela.  Tudo bem que era outra epoca, mas acreditar na Bárbara e fugir com o Ludovico por pensar que o Danilo jogou tinta verde nela para fugir de suas responsabilidades.

A Anninha não falou um A quando estava prestes a casar para o Danilo quando ele o chamou de golpixxxxxta a primeira vez? Okay que a novela ia acabar lá, mas é isso ai, eu to aqui para apontar os pontos fracos. Bom, o segundo comentário que eu tenho a fazer é ver a Anninha passar sete anos na Argentina com o filho e continuar apaixonada pelo Danilo. Eu não tenho muita moral, mas Deus me livre ficar sete anos em outro país apaixonada por um cara que ela acredita ser um babaca. Um dúvida que eu tenho é a seguinte. Quando Aninha volta para a cidade, a Dona Mocinha ainda não sabe que o Danilo é o verdadeiro pai de Tonico, mas de repente, em alguns capítulos mais para frente ela está pedindo a Aninha que fale com o Danilo sobre o Tonico. Ué? Talvez eu não lembre, ou não tem essa parte nos episódios que assisto online.. mas essa dúvida permanece.

Ok, Anninha está de volta a Ventura toda bonitona e poderosa, querendo vingança. Rainha né mores? Acho essa história muito boa, e adoro como Valcyr criou isso tudo. As pessoas gostam de falar que a Nina de Avenida Brasil ou a própria Emily Thorne ou para os íntimos (Amanda Clarke) de Revenge eram as maiores vingadoras das séries. Sorry to tell you, mas Ana Francisca é a melhor vingadora que você conhece. Ninguém morre com ela pelo menos. 

Eu sou apaixonada pela história da Aninha e do Danilo. Eles são lindos juntos, um romance invejável, vamos dizer. É indescritível a química entre a Mariana Ximenes e o Murilo Benício na novela toda, você consegue sentir como existe atração entre os personagens e pelo amor de Deus, cada beijo né? Lindos demais, mas eu tenho que confessar uma coisa, a melhor parte da novela é a provocação entre os dois e a atração. Não importa o quanto um ofende ao outro, eles não conseguem resistir um ao outro, e isso é um máximo. E isso também é o problema, porque sinceramente próximo ao fim da novela, quando os dois esta6o finalmente juntos é um alívio, mas ao mesmo tempo é a parte mais entediante da novela. Fica sem graça ver eles juntos apesar de fofos. Era legal ver essa brincadeira de um ir atrás do outro e tal.


Eu poderia falar de cada personagem da novela, mas vou citar três apenas. 
Aninha:

Olha eu entendo a personagem, a inocência dela no começo, mas o pessoa mais cabeçuda ne? Todo mundo pede para ela conversar com o Danilo sobre o filho, todo mundo alerta que ele não sabe de nada e mesmo assim, ela insiste em acreditar na tia do cara, uma mulher que nem gosta dela. Aninha hellooooo pergunta você a ele, fala do seu filho. Qualquer uma das um milhão de vezes que o Danilo a chamou de golpixxxxta, ela poderia ter jogado na cara dele que ele a abandonou e pronto, resolvia isso. Ou simplesmente pergunta para o melhor amigo dele?! Falando em melhor amigo, ela nunca falou a verdade para a Celina? Por que? Ok, Aninha, eu te perdoou porque você é guerreira e uma personagem incrível. Me vejo muito nela, sonhadora, sensível e apesar de tudo é inocente ao acreditar que todas as pessoas podem mudar e terem boas intenções. O que em muitas vezes acaba nos prejudicando.

Danilo
Eu sinceramente acho que é o personagem que mais chamam o nome. Nunca vi. Sinceramente nem sei porque gosto dele, porque tem mais defeito que qualidades. Grosso, rude, safado, super machista e agressivo. Tem duas cenas que eu me choquei em assistir, duas cenas que ele tenta enforcar, ou a Aninha ou a Olga. Duas cenas diferente mas do mesmo personagens agredindo mulheres. Hoje em dia uma cena dessa na TV seria alvo de críticas. Outras cenas o Danilo segurou o braço forte da Aninha e não a respeitou quando disse não a ele.  Outras cenas como ele fazendo vários comentários machista, talvez não o fariam ser o mocinho da novela, caso estivesse passando hoje em dia na TV. Apesar dos defeitos, só consigo amá-lo, não consigo vê-lo com outra pessoa a não ser Aninha. Uma coisa que eu valorizo é que ele é sincero nos sentimentos, mesmo quando tenta resistir ele nunca foi falso e isso é lindo o amor que ele sente. Eu acho que o Danilo tem muitas qualidade, mas como eu disso os defeitos são bem feios.

Miguel
Outro personagem que me irrita. Talvez um dos motivos que me irrita nele é por me ver muito nele. Irônico não? Miguel põe a felicidade das pessoas que ele ama na frente da dele, e eu faço isso totalmente. Apesar de querer a felicidade da Aninha e poder "ver o futuro" ou sentir as coisas, nunca falou a verdade para ela, escondeu um grande segredo (mesmo que a ajudou no final) e não saiu de perto dela quando tinha que sair, prejudicando o casamento dela. Meus comentários quando eu o vejo sempre é "sai daí menino."

Ok, eu poderia passar horas e horas escrevendo sobre essa novela. No final de tudo é uma dramaturgia, tem que ter essas reviravoltas, dramas, cenas sem noção e cenas fofas. Mas a melhor parte de tudo é ver as brigas com bolos e tortas. Com toda certeza essa novela é a minha favorita e vou continuar assistindo várias vezes. Melhor novela de Valcyr, me faz morrer de vontade de conhecer ele, Mari Ximenes (para os íntimos ok?) e Murilo Benício, só para agradecer eles terem feito essa novela. 

Não tenho total certeza em falar isso, mas essa novela foi grande influencia em minha vida, até hoje e pode sim ter uma parcela de culpa em me fazer amar romance e a escrita. Não é a toa que Além do Arco-íris é minha música favorita, versão português e inglês, que só ouço na voz da Luiza Possi (respeita a Luiza e ouça também)
 
Obrigada Valcyr!











Nenhum comentário:

Postar um comentário