terça-feira, 17 de março de 2015

Eu vou ser bem breve, contar o que senti. Vou começar com uma frase que coloquei no facebook:

"Eu não estou julgando quem está indo ou não no protesto, mas eu pelo menos respeito a decisão de cada um. Não vou acabar com nenhuma amizade só porque uma pessoa acredita em algo diferente de mim.”

Eu falei isso porque li muitas pessoas comentando que iriam “limpar"o facebook por conta das pessoas que forem ao protesto do dia 15 de Março. Eu já disse que não gosto de falar de política e por isso eu to focando em uma parte que está relacionada a tudo isso: respeito.

Não apenas na política mas em muitas coisas na vida sempre, sempre vai haver uma difusão de idéias, é normal, cada um pensar diferente e ter uma visão sobre o mundo contrária e é direito dela não acreditar no mesma concepção  que o outro. Como é tão difícil de entender isso?

Só porque uma pessoa não gosta do mesmo partido seu, não lhe da o direito de desrespeitar a pessoa, mesmo que ela já tenha uma vez te desrespeitado, seja uma pessoa com atitude superior, ignore, não perca seu tempo.

Eu por anos fui desrespeitada por gostar de Hannah Montana, eu cheguei até a ficar com vergonha de dizer que eu gostava, por que isso? A vida é minha, não tenho que me importar com o que os outros falam, não é porque eu não gosto de funk que eu vou desvalorizar alguém, terminar uma amizade, não precisa disso tudo. Eu tenho muitas amigas(os) com gostos divergentes dos meus e isso não muda minha opinião sobre eles.

Mas agora falando do panelaço, não importa se é sobre a presidente do Brasil, se é sobre os corruptos, eu fiquei emocionada e feliz em fazer parte dessa movimentação porque eu to em busca de um país melhor, não é apenas a presidente, é um conjunto e eu achei incrível a sensação de estar fazendo parte da história, que no futuro pessoas vão ler e ver que o povo está deixando de ser bobo, burro e indo atrás de um país melhor.

Não é sobre um partido, é sobre um país, uma nação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário