terça-feira, 22 de abril de 2014

Bangerz

O que significa Bangerz?

Nem eu sei, mas acredite, é muito bom.

Esse assunto era um Taboo desde o início desse blog, para ser sincera, foi por ele que esse blog foi criado.  Me lembro exatamente como foi, eu era vamos dizer... um pouco obcecada pelos meus ídolos, mais diretamente uma ídola, Miley.  Eu tinha um grande problema pessoalmente, eu não tinha outro assunto na minha vida a não ser ela, e isso muitas vezes acaba sendo um empecilho para seu crescimento pessoal, foi ai que conversando sobre isso com minha amiga, ela me desafiou a parar de falar. Bom, eu aceitei o desafio mas de um jeito diferente, eu criei esse blog para falar de mim, algo que naquela época não sabia que tinha, uma vida.

Provavelmente faz oito anos que sou fã de Miley Cyrus, já passei por todas as fases que algum fã pode passar, já chorei muito, já fiz muitas loucuras, já fiz muitas idiotices, já perdi muitos amigos, mas ao mesmo tempo já conheci pessoas incríveis, já vivi momentos incríveis e curti muito tudo isso, ainda curto.  Muitas das pessoas que conheci, ainda não as conheci pessoalmente, muitas delas são minhas amigas(os) a tanto tempo quanto estou nessa "loucura"que é ser um fã. Me lembro de um grupo de amigas que no começo eram de  nove pessoas hoje somos em cinco e mesmo assim descobri que talvez apenas eu e mais duas ainda somos fãs ou quase isso. Esses dias uma delas (das cinco) disse que não era mais fã. Eu entendo, todas hoje estão na faculdade, trabalhando e começando a namorar, ou seja tendo uma vida que antes nós não tínhamos, afinal vivíamos a base da Miley.

Como eu disse, eu já passei por várias fases, e desde que eu comecei a trabalhar (back in 2012) eu já não era uma fã dedicada, muitas vezes até deixei de me considerar uma, mas isso a culpa é da própria Miley que definitivamente não facilita na parte de "ser fã". Eu não sou muito apreciadora de mudanças, e God tenho que dizer essa menina gosta de mudar, e muitas vezes na minha opinião não foram para melhores. Lá para 2011 foi quando tudo começou a mudar radicalmente, eu me assustei e fiquei muito mal, o que causou meu afastamento. 2013 foi punk, essa menina transformou-se da água para o vinho, e se você me conhece bem sabe que eu não tenho nenhum prazer por vinhos. Odeio mudanças (falando a menina que largou a vida para mudar para outro país, mas vamos deixar claro que isso não vem ao caso, agora). Quando se trata de personalidade de pessoas, principalmente é o que mais me incomoda porque eu não acredito que uma pessoa é capaz de mudar totalmente de uma hora para outra, a não ser que ela nunca tenha sido ela mesma. O que foi o que aconteceu com a senhorita Cyrus. Eu juro que essa transformação mesmo que eu estivesse bem afastada nem ligando muito para as loucuras que essa menina fazia, eu não queria acreditar que aquela pessoa que eu idolatrava tratava-se de apenas de um fantoche criado pela Disney, pois é, eles fazem um ótimo trabalho.

Assim que ela tornou-se uma pessoa que não chamava mais minha atenção eu apenas desisti, não de sua música, isso não da para fazer, a voz dela realmente é incrível. O lançamento de Bangerz seu último CD lançado de primeira não foi meu preferido de primeira, com certeza ainda tem umas musicas especiais que ainda não gosto. Dia 19 de outubro minha vida mudou, eu estava vivendo um dos piores pesadelos e como sempre fui tentar me reconfortar na música e como o album havia acabado de ser lançado era a ele que eu recorri, meu maior erro. Te digo uma coisa, se voce gosta muito de uma música, nunca ouça -a quando estiver passando por um momento muito ruim na sua vida, nunca. Por mais que eu acabei gostando do CD não consegui mais ouvi-lo meses depois sem lembrar tudo o que senti e vivi quando estava mal, a cada vez que ouvia uma certa música eu começava a me sentir mal e mudava imediatamente, não gosto de ter qualquer lembrança de tudo aquilo.

De qualquer modo com todos esses sentimentos envolvidos eu resolvi dar mais uma chance e ir a um festival de músicas no qual Miley se apresentaria, paguei muito caro para no final ficar apenas satisfeita, e sair de lá pensando em vender meu ingresso que já havia comprado para a futura turnê da Miley. Não vendi e alguns dias antes do show eu fiquei com medo porque lembrei de como me sentia ouvindo suas músicas e cerca de 95% daquele show as músicas era do seu CD Bangerz. Confesso que parte de mim não queria ir, pelos motivos que já disse, outra parte estava ficando ansiosa demais e tinha insônias e sonhos a meses (sim essa parte sempre vence). No dia? Estava eu tremendo com meu colar feito de folhas de maconha DE PLÁSTICO. Não esquece desse colar, ele logo logo será muito importante para minha vida.

Como sempre, eu sozinha em uma das minhas cidades favoritas no mundo, Washington DC, tenho que dizer, existe infinitas diferenças entre os shows aqui no EUA e no Brasil, para começar os trajes. No Brasil as pessoas são animais, atacam umas as outras para ficarem mais perto do palco, aqui? As meninas vão vestidas com roupas de baladas, quase semi-nuas, suas melhores roupas e maquiagem na cara,  se você sabe como é o estilo da Miley, imagine várias meninas  e meninos vestindo tipo ela, é caro amigo(a) perdi a contas de quantas peles extras eu vi naquele dia, aqui não tem essa de empurra empurra, as pessoas tem lugares marcado, e se voce for esperto, como eu fui, você consegue dar uma fugidia do seu lugar e grudar no palco educadamente como o resto do pessoal.
Acho que nunca fiquei tão perto de um ídolo meu como fiquei naquele dia, pensando bem acho que já fiquei mais perto da Demi, ou não, não importa. O fato é, eu estava muito perto e não tinha noção disso até chegar na terceira música.

Vou te contar uma coisa sobre mim, acho que já fui em uns oito shows de ídolos meus e em todos eu trouxe algo para jogar no palco, e tenho que falar a sensação e a experiência sempre é a mesma: Você joga, achando que está muito perto do palco e seu presente seja lá o que for ou cai em uma outra pessoa, ou simplesmente cai no pé do segurança que fica na frente do palco que só da risada. Dessa vez eu segurei firme meu colar de maconha, calculei a música perfeita que mais combinava com o colar e na hora de jogar eu não conseguia estava na dúvida, se eu jogasse e ela não pegasse eu ia perder, se ficasse comigo, eu ia ter uma lembrança, mas por alguma força maior dentro de mim eu joguei, e eu vi ele voando e depois sumiu, a mesma sensação de sempre estava de volta, mais um presente perdido. Alguns segundos devem ter passados até que Miley pega o colar e começa a rodar ele no alto, minha cabeça  ainda não tinha captado o que estava acontecendo, segundos depois ela esta com ele no pescoço, meu colar, com meu perfume, estava no pescoço da Miley, cabeça porque você ainda não caiu a ficha?!?!

Durante três músicas ela usou meu colar, não era para me gabar mas todos os presentes que deram para ela, ela devolveu ou jogou de volta para o publico, mas o meu, o meu ela levou com ela, pode ter ido para o lixo depois, mas ela levou com ela. Mas tarde no show uma menina jogou um milho de pelúcia ela antes de devolver disse: Vocês me conhecem tão bem. O 5 dólares mais bem gastos da minha vida.

Esse foi o maior ápice da minha noite, o show inteiro foi incrível, seu tive um déjà-vu  de três anos atrás quando voltava do show da Miley onde eu ficava apenas sem fala na primeira vez eu só conseguia repetir (ela é linda, ela é linda) dessa vez não podia falar o mesmo o cabelo dela curto nunca será aceito pela minha pessoa. Resultado, eu esqueci total do efeito das músicas tinham sobre mim até quase duas semanas depois, parecem que estão voltando mas por enquanto consigo ouvir a maioria, mas eu fiquei hipnotizada por pelo menos uma semana, eu não sei o que aconteceu mas eu simplesmente pirei e não consegui pensar em outra coisa durante uns três dias, não fez duas semanas mas ainda me pego procurando datas, lugares e passagens aéreas para ir a outros shows, mesmo sem dinheiro para isso. O show não foi o mais caro, apesar de onde eu fiquei, esse com certeza foi o maior investimento da minha vida, fiquei 100% satisfeita com o show e ainda ganhei brindes incríveis!

Desde então minha cabeça mudou, eu não posso dizer que não sou mais fã da Miley, na verdade nunca deixei de ser, é difícil você se livrar de algo que foi marcante na sua vida, tentar esquecer de alguém que já faz parte de você, são quase oito anos, dizer que ela não faz parte da minha vida, é a mesma coisa que viver sem uma parte do seu corpo, fazer o que? É parte de mim, o fato de ter uma vida não muda isso, afinal não sou eu que estou aqui trabalhando, estudando e vivendo minha vida independente e ainda amando ser fã?  Eu sempre penso que eu gostaria de ter algum dom apesar de não ter nenhum, mas isso é mentira, pois eu descobri que sou uma boa fã, quase nasci sendo uma... Eliana... Sandy & Junior.... Hannah Montana... Miley... Jonas.... Demi.

Uma pena que ser fã não é uma profissão!

Boa Noite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário