domingo, 16 de março de 2014

Inveja

Você por alguma vez já sentiu um desejo de ser uma pessoa? De possuir o que uma outra pessoa tem? Ou pelo menos por um minuto viver o que ela vive?


Well... você sente inveja dessa pessoa, seja lá quem for.

Um dia vou dedicar um texto todo só para falar da vida, mas hoje eu não quero focar nisso. O fato é, eu não te culpo se você sente inveja de alguém, de verdade, é feio sentir inveja? É! Mas isso muda o fato que sentimos? É errado você achar que sua vida não é 100% perfeita, ou melhor achar coisas que poderia ser melhor?  Dizem que existe dois tipos de inveja, a branca (que seria a a boa) e a outra que seria... a má? Convenhamos, inveja é inveja e não tem essa de branca ou sei lá o que.

Nossa você é invejosa, não, não sou. Novamente eu não acho que ter inveja de vez enquanto é errado, a não ser que a pessoa passe a vida vivendo disso e se amargurando por isso. Muitas, muitas vezes eu vejo uma menina muito bonita e obvio que eu penso: Nossa que inveja da beleza (corpo) dela. Quem não inveja o corpo da Beyoncé? Comon'!

De qualquer maneira, antes que as pessoas já me julguem invejosa e etc, não irei discutir opinião é opinião. Eu ultimamente estou invejando muitas pessoas, mais especialmente minha irmã, por algo que eu nunca pensei que iria.

Ok, vamos voltar exatamente seis meses e 28 dias, faltavam apenas dois dias antes da minha maior viagem, onde eu viria aos EUA passar um ano (pelo menos) mais feliz impossível. Ninguém espera de uma viagem internacional um desastre e com a minha obsessão pelos Estados Unidos eu lembro que a maioria dos meus amigos dizia: Porque eu tenho a certeza que você não volta? E eu brincando respondia: Voltar? que palavra é essa? Não pertence ao meu dicionário!

Ha, eu sinto falta desse animo, hoje tudo tão diferente, dá até para ser uma piada, cá estou eu morrendo de inveja da minha irmã por estar no Brasil, estar com meus pais, estar vendo minha família, estar perto dos amigos, uma inveja tão grande que chega a doer. Antes de tudo acontecer eu até tenho vergonha de falar, mas algumas pessoas falavam que sentiam falta, eu respondia o mesmo, mas a verdade era que após dois meses tudo ainda estava perfeito e eu não sentia falta. E a vida é bem idiota porque vem destruir tudo e mostrar mais uma vez que eu to errado. Hoje eu sinto falta até do trabalho, já pensei milhões de vezes em voltar até mesmo aquele trabalho que não era tão ruim apesar das companhias, eu fava em desespero de voltar.

Todo mundo desde então diz que sou forte, que na minha situação já teria voltado para casa a muito tempo, e eu juro, só por Deus que ainda estou aqui. Ai eu paro e olho que eu to dividida em duas, meu tudo está no Brasil, mas tudo que sempre desejei para mim está aqui, Segurança e uma vida calma e próspera. Porque eu não posso ter os dois?

Não se preocupe, na maioria do tempo não eu estou trabalhando, ou saindo porque mais uma vez, se não fosse por isso eu já estaria comendo arroz e feijão a muito tempo.

Eu só queria saber o por quê tinha que acontecer comigo? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário