sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Dois meses

Não tinha pensado que já faz dois meses que estou aqui e de manhã estava pensando em alguns momentos decisivos para minha vinda aqui.

Me lembro do dia em que eu fechei com a família, era um domingo, eu desliguei o skype e disse aos meus pais: Eu vou para o EUA, mandei uma mensagem para minha amiga dizendo: Acho melhor preparar minha festa de despedida porque eu vou partir.

Quase dois meses depois estava eu e minha família toda na tensão para eu passar na prova prática de motorista, lembro como terminei a prova sabendo que havia cometido um erro. Desliguei o carro o aplicador do teste olhou para mim e disse: Parabéns você foi aprovada, e depois começou a falar mais algumas coisas, mas para mim nada mais importava porque a última barreira que faltava para eu ir realmente aos EUA havia caído. Eu achava que depois daquele dia eu ia dormir mais calma porém ficar mais ansiosa.

Porém foi exatamente ao contrário, foi a partir daquele dia que dormir melhor como não fazia a muito tempo. A ficha não caia, e ainda não caiu.

Hoje eu estava me sentindo sozinha, como um dos sentimentos que vem no pacote de qualquer intercambio, e para ocupar a mente fui ao supermercado, coisa que adoro aqui. Ver gente e comprar.

Ao entrar no carro, olhei para meu supermercado favorito e como ele era lindo e para mim tudo isso ainda não é real, tanta coisa passei, tandos dias rezando e chorando para ter meu sonho realizado. Me lembro um dia em que escrevi que estava cansada de ver as pessoas realizarem meu sonho, e hoje, eu estou vivendo o meu e ouço que estou realizando o sonho de muita gente.

Meu maior medo agora? É de piscar os olhos e o tempo passar.

Dois meses é muito tempo, mas ao mesmo tempo é muito pouco.



Nenhum comentário:

Postar um comentário