segunda-feira, 12 de novembro de 2012

O normal é ser diferente

Dia: 12/11/2012 Hora: 10:57 PM

A essa hora ontem eu estava fora de mim, sabe eu sempre fui apaixonada por música, a melhor sensação do mundo é ouvir um artista que você gosta ao vivo, é incrível, é surreal.

Mas hoje eu não vim aqui falar de mim e sim da senhorita Miss Gaga.
Confesso que eu estava com medo, e por mais que achasse estranho e até mesmo tivesse um pouco de medo dela, eu nunca deixei de gostar dela ou ter um olhar diferente.
Não esperava muito dela para falar a verdade, eu entrei com uma imagem de Lady Gaga e sai com outra completamente diferente. Se eu disser que não fico chateada ao ver alguém a criticando seria mentira porque eu fico mesmo, pessoas de mente fechadas não admitem mas são preconceituosas sim, preconceito é julgar sem conhecer e infelizmente a Gaga é vítima disso.

O primeiro momento em que ela me conquistou por completo foi com suas mágicas palavras, eu imagino que apesar de se mostrar forte, ninguém é capaz de se manter sem ser atingido nem que seja um pouco com tantas críticas.
Talvez eu não entendia tanto a razão da música "Born This Way" quer dizer, sabia, mas não o quanto ela significava para Gaga.
Eu entendo totalmente porque a maioria dos Homosexuais a amam porque assim como ela, são alvos de julgamentos, vivem em um mundo onde o dedo está sempre apontados para eles, um mundo onde não está preparado para aceitá-los, um mundo de preconceito, onde não há respeito.

Por mais que não sou considerada uma fanática por Lady Gaga e tenha me sentido um pouco deslocada no show, vendo pessoas a carater e de fantasias eu me senti bem, ali todos são conhecidos como "os diferentes/os estranhos" e eu não posso negar que já tenha me sentindo assim. Lá o normal era ser diferente, e acabei que me identificando com as pessoas.

Nesse show tive grandes memórias, posso considerá-lo o melhor que já fui até hoje. Não desmerecendo meus ídolos, mas ir em um show para dançar e curtir sem estar totalmente hipnotizado pelo artista faz grande a diferença.
Mas não foi só a Lady Gaga, que foi super fofa, atenciosa, engraçada e muito, muito talentosa tanto dançando como cantando, mas também ao cenário, os dançarinos, luzes e efeitos que também completaram para ser o show mais bem aproveitado da minha vida.

Desde ontem não digo que fui a um show, sempre digo que fui a um espetáculo. Quando disse que um show da Lady Gaga seria uma das coisas que gostaria de fazer antes de morrer, com certeza não me arrependoA de ter falado, não me arrependo de ter ido. Cada centavo gasto valeu a pena.

Eu fui surpreendia, entrei esperançosa e saí apaixonada. Não é apenas porque amo quando os artistas falam que o Brasil é inspiração, porque isso eu concordo plenamente, mas sim com as palavras de que eu posso sim ser livre e aceitar que nasci assim e ninguém pode ser capaz de me derrubar por não concordar com meu jeito de ser.

Obrigada Lady Gaga por esse espetáculo maravilhoso, mal posso esperar para sua volta!

Lady Gaga é muito mais que uma cantora com um jeito de ser questionável, como ela diz, ela é uma pessoa que respeita e acredita na igualdade, espero que um dia as pessoas possam notar isso.

Tenham uma boa noite (ou dia)!

De Ronnie, uma monster de coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário