domingo, 11 de setembro de 2011

Promessas quebradas

Vocês já devem me conhecer o suficiente para saber que não cumpro muito minha palavra. Eu disse que ninca mais falaria sobre "ele" de novo, e olha eu aqui de novo...

Ultimamente tem muitas coisas acontecendo, minha cabeça está explodindo de tantos pensamentos, cheguei a conclusão que sou covarde, sempre planejo a falar para alguém tudo que penso, mas na hora que devo falar, eu recuo. E eu sim estou CHEIA de coisas que gostaria de falar para o Angel, mas não tenho coragem, também não sei exatamente como falar e para ser sincera, eu não tenho motivo, seria egoismo meubsoltar tudo que está engasgado sem ao menos dar a chance de resposta.
Pensei então, porque não escrever aqui? Afinal ele não le mais.

Eu sou uma pessoa complicada, sei disso, nem mesmo eu me entendo, então farei o que sempre faço, começo pelo começo (olha só!) e vou escrevendo para ver onde chego.

Acho que nunca parei para falar o que eu senti pelo Angel, até ontem eu tinha certeza que eu apenas gostava dele, mas acho que no fundo não queria admitir que meu "primeiro amor" foi um fracasso porque não foi correspondido, mas acho que esconder isso não adianta, vergonha? Já passei por umas bem piores.

Me lembro exatamente cada detalhe de como eu começei a falar com o Angel, foi em Janeiro (se eu disser que sei a data, vocês vão me julgar?), me lembro como se fosse ontem...
Meus pais estavam viajando, minha irmã havia trazido umas amigas para casa, eu estava no computador, distraída. Em quanto fico com as minhas um milhão de guias abertas deixo o msn ligado mesmo que quase ninguém na epoca vinha falar comigo. Hora do almoço, uma janela do msn desonhecida abre, eu olhei para o email e entrei em choque, juro demorei uns dois minutos para me recuperar, parecia ilusão... O Angel, veio falar comigo!
Não vou entrar em detalhes, mas eu lembro que para mim era tão irreal que eu estava desconfiada de ser alguém querendo me zuar, eu e minha insegurança sempre ali. Quando eu saquei que era ele mesmo eu perdi o controle, juro que quase chorei de nervoso, eu tremia toda, graças a Deus ele não via minha reação do outro lado da tela.

Eu envergonhada como sempre, demorei para me acostumar a conversar sem ficar com vergonha, mas quando isso aconteceu, coitado, juro tenho muito dó dele, nunca mais o deixei em paz, eu não era chata, era insupirtável. Por mais que sempre conversávamos por horas horas, dos assuntos mais diversificados eu estava ficando viciada em falar com ele.

Minhas amigas ou qualquer um que fosse, até meu cachorro, era obrigado a ouvir sobre nossas conversas (DESCULPA EU NÃO TINHA SENSO DE RIDÍCULO). Demorou alguns meses até que tudo mudou, por completo.

Eu contei para ele que gostava dele e bla bla bla... Aquela história antiga da tentativa inútil dele de "esclarecer" que nunca existiria um nós atravez de uma carta, que me fez ficar mais apaixonada.
Meus posts no blog eram RIDÍCILOS, antes dele começar a ler, antes de eu ter estragado tudo. Quando contei ao Angel foi a atitude mais estúpida e ignorante que já fiz, não há coisa hoje, que eu mais me arrependa do que ter contado tudo. O que eu estava pensando da vida?

O tempo começou a passar, já não conversávamos como antes, eu tinha vergonha de falar algo, com medo dele interpretar algo errado e achasse que eu estava dando em cima dele ou tinha medo do que ele pensasse de mim quando eu fosse falar com ele algo como "A não, aquela mina que gosta de mim de novo". - Me deixem em paz eu sou muito insegura mesmo.

Vou avançar um pouco o tempo, depois nessa nossa situação caótica, eu já havia me crismado, eu tinha certeza que nunca mais o veria, então f resolvi fazer um encontro em casa com o pessoal da crisma para poder ve-lo novamnte, foi ai que descubro aquele caso dele estar saindo com uma "amiga" minhas. Um dia eu o fiz fazer uma promessa que se um dia ele começasse a namorar ele iria me contar, ele mentiu, ele não compriu a promessa, eu fiquei muito mal mesmo com aquela história toda, mas não por eles estarem juntos. E sim pelo modo que eu descobri, eu havia me sentido traída, bom, longa história. Mais tarde ele veio me perguntar se eu estava bem, eu respondi afirmamente, eu também havia mentido para ele, antes de descobrir dele com a C. eu tinha falado para ele que o tinha "superado". Homens, acreditam em tudo, o que eu sentia por ele era na época tinha durado mais de um ano e meio, era claro que eu não tinha o esquecido, só que no caso, eu não tinha voz, não podia dizer nada, apenas sofrer calada.
Mesmo depois dele ter terminado o namoro com a minha "amiga" a gente não se falou mais, acho que uma vez por mes. Minha maior decepção foi quando eu descobri que minhas suspeitas poderiam estar certas.
Ele não queria minha companhia, ele não lia meu blog porque ele gostava, era tudo para ter seu "ego" sempre cheio, ele devia ter pena de falar comigo ou algo do tipo, isso foi o que mais doeu, isso foi o motivo que completou meu pior ano da minah vida.

Eu não conseguia acreditar que eu não tinha percebido antes, eu antes pensava que quem sabe poderíamos ter um futuro. Chega a ser humilhante o quanto eu "amava" aquele cara, agia feito uma ridícula, essa é a palavra.
Eu fiquei com ódio, queria falar tudo que sentia para ele, dizer que eu menti quando disse que estava bem, queria que ele me dissesse que mentiu quando disse que gostava de falar comigo.
Era até engraçado, foi aos poucos que parei de entrar no msn só para ver se ele tava online, mas eu consegui.
Estar apaixonado é muito bom, estar apaixonada por Angel não é algo impossível de acontecer, ele pode não ser o cara mais bonito do planeta, mas era o sufuciente para mim, até muito para mim, seu carisma e personalidade eram o que completavam a sua "perfeição" a, e aquele sorriso que eu tanto amava. Demorei para esquece-lo, de verdade, foi difícil, amar alguém sem ser correspondido, tem seus prós e contras, no meu caso eu só enxergava os prós, até que os contras começaram a doer muito mais, eu simplesmente desisti, não aguentava mais sonhar com algo impossível.
E assim estamos atualmente, as conversas que tivemos duram menos de cinco minutos, e totalment sem assunto. Secas e de vez em quando até gorsseiras, se for levar meu exageiro junto. Que me faz concluir que sim o amor é cego, para mim tudo estava esquecido, até ontem.

Depois de mais de um ano sem se ver, meses sem se falar decentemente, eu iria vê-lo, eu estava nervosa não sabia se o comprimentaria ou falaria com ele. (EU TAVA PIRANDO OK?)
Minhas pernas se quebraram eu meu queixo caiu ao ver Angel, ele estava.. Mais lindo que da última vez, e de repente tudo que eu havia esquecido (ou pensado que tinha) voltaram mas intensa, os sentimentos, um sorriso e vergonha, foi tudo que senti.
Ele tava de camiseta branca de gola V, a culpa não é minha que ele acertou meu ponto fraco. Eu apenas dei um "oi" de linge sem mas sem menos foi apenas isso, por mais que internamente queria muito mas que só um comprimento, outra metade de mim, queria manda-lo ir ao inferno, mas resisti, ele tava lindo demais para aquilo.

Tudo aquilo foi uma "recaída" tudo que senti ontem já passou, para minha felicidade nada mais estava na minha cabeça, provavelmente foi efeito da camiseta branca.
Eu estava com medo de não ter esquecido ele, por mais que por dentro eu amaria voltar a falar com ele como amigo, eu sei que isso é impossível.

"Não vou te pedir para sermos amigos, pq é MUITO foda tentar voltar pra um nível q não nos interessa mais (como ser amigo de alguém q vc já amou)l"

Palavras dele, em Março de 2010, eu idiota não ouvi ele. Minha psicicóloga (me chame de louca whatever you want) disse que eu deveria dizer "Hey, eu sinto sua falta" ou algo do tipo.
Mas eu não posso fazer isso, porque eu sei que se voltar a falar com ele os mesmos sentimentos vão voltar e eu não quero sofrer novamente.
Aquele que não sabe a dor de não ser correspondido, é alguém com sorte, porque esse dor, eu não desejo á ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário