domingo, 24 de julho de 2011

Mais uma vez perdida no mundo irreal

Sabe quando você etá prestes a acabar um livro e começa se desesperar porque você não quer o fim? não quer voltar para a realidade? Eu juro que amaria um livro eterno em que eu pudesse me deliciar com a história até não existir mais forças para continuar vivendo.
Um livro leva as pessoas a mundos novos, sensações e conhecimentos desconhecidos, não é difícil de não se envolver com um livro, não importa o contexto se for algo do seu interesse, mergulhar na onda das palavras é a melhor coisa que o homem pode fazer hoje em dia, livro é umas das coisas mais antigas não "alteradas" pelo ser humano, apesar de já estar sendo trocado por novas tecnologias, ainda existe a ideia de ler um "livro". Já disse que o poder das palavras é muito grande, pode realmente mudar o mundo se alguém quiser, pelo menos opinião, eu tenho certeza que sim.! E não entendo como tem gente que evita de desfrutar disso, eu realmente sinto pena.

Como já sabem eu sou um pouco exageradamente romântica, não deveria, mas sou, é inevitável haha. Só tenho um único probleminha nisso, quando entro em uma história, tenho dificuldade em voltar a realidade, especialmente as românticas, e por incrível que pareça eu não leio, me colocando como a personagem principal, eu tava com medo de ler novas histórias porque como dizem, me apego demais nas coisas, e como não queria "substituir" a última que li, evitei ler, mesmo as que eu tentei, não tinha ânimo, acho que fui muito traumatizada quando se trata de amor, mas enfim, de tanta insistências de algumas amigas acabei lendo uma, digamos que cheguei ao "fim" do conto em três dias, fanfic é diferente de um livro, quando a autora escreve, ela posta na internet aos poucos e nesse caso essa história começou em 2009 (eu comecei a ler quinta) e cheguei até o último post dela, e já estou necessitando da continuação. Acho que sou obcecada por esse tipo de narrativa, acho que não sou digna de inventa fábulas como essas, eu acredito que para ser capaz de criá-las necessita-se de muita experiência de vida, e isso eu definitivamente não tenho. Quando estou lendo pensamentos ou descrição de personagens apaixonados, eu estranho o que eles dizem, para mim parece tudo meloso demais, será mesmo que alguém estremesse quando é tocado? O coração acelera no beijo da pessoa certa? E que história é essa de que todos falando da intensidade do olhar? Sério que isso acontece? Sou muito ingênua quando se trata de experiencias amorosas, se não fosse o caso, me identificaria mais com elas.

Ronnie - A inocente hehe ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário