sexta-feira, 16 de julho de 2010

Diário de Viagem

05/07/10 - Partida


Não sei bem dizer o que estava sentindo naquela hora, pensando bem, sabia sim, estava sentido tudo, hahaha vocês não fazem ideia, eu estava quase explodindo. Todos meus pensamentos diários passaram na minha cabeça como um flash back, e depois aos poucos repassaram só que dessa vez lentamente.

Com meu melhor e único companheiro fone (haha) passei a ida até o aeroporto apenas concentrada no que acontecia através da janela. Com o fone tenho a chance de omitir o barulho em minha volta e me faz ouvir a melodia dos meus pensamentos e memórias. E assim acompanhada de um ótimo tracklist tive uma longa (bem longa! graças ao transito) viagem até meu destino.

Por um tempo fiquei perdida na curiosidade, não sabia o que esperar, não tinha a mínima noção como eles viviam, como eles são, se são grossos, feios, simplesmente a imagem não vinha na minha cabeça. Desde pequena sempre tive paixão por países de fora " Portugal, África, Índia, Afeganistão e Alemanha" por incrível que pareça eu ODIAVA com toda minha força o Estados Unidos, para mim eu nunca iria para lá. Quem diria, Nunca diga nunca! Até hoje sou muito ingênua e muito influenciada pela opinião de outros, mas uma coisa que aprendi é que você não pode tirar conclusões por opiniões alheias, hoje não posso dizer que é um país que eu amo, porém meu ódio desapareceu, e para odiá-lo eu teria que conhecê-lo antes. E faltava pouco tempo para isso acontecer, o que mais me deixou ansiosa.

Há muito tempo isso não acontecia comigo, porém novamente as músicas me faziam invadir lembranças. Passando pelo Estádio do Morumbi, pude chorar ao som de "Two is Better than One" de Boys Like Girls (feat. Taylor Swift), não chorei pela música, mas aquele dia eu estava emocionada demais e passar por lá me fez lembrar, daquele dia que até aquele momento foi o melhor de minha vida (24/05/09). Como poderia esquecê-lo?

A mesma coisa aconteceu quando passei pelo túnel 09 de Julho ouvindo Before The Storm (Miley Cyrus ft. Nick Jonas - The Best One [; ), dessa vez não tinha nenhuma lembrança e sim uma amor. Não me lembro se já me declarei aqui, mais eu tenho uma paixão enorme por São Paulo, e só de me despedir por apenas alguns dias dela, meu coração foi apertando cada vez mais. O fato de deixar minha irmã aqui em São Paulo sozinha acho que também mexeu muito comigo, afinal era para ela já estar lá, mas não está.

Ao passar por alguma ponte que não me lembro bem qual, eu estava ouvindo Robot (mais uma vez de Miley), foi a última antes de não conseguir pensar em nada. Nesse momento estava pensando em tudo que já vivi esse ano, e a benção de estar indo para um lugar mágico me fizeram derramar mais algumas lágrimas, não eram de tristezas, mas lágrimas de felicidade e até mesmo de orgulho. De tudo que já fiz e perdi até aqui, não me arrependo de nada (exceto pelos meus erros haha). Mesmo assim ainda não conseguia entender porque esse ano minha relação com a minha mãe tornou-se um campo de batalha, a cada dia uma guerra, não é isso que eu quero, porém nada muda.
Independentemente do significado ou a letra da música, não teria músicas melhores para estar ouvindo em cada momento. Para terminar São Paulo se despediu com o por do Sol mais lindo que já vi =D
Quando disse que chorei não me leve tão é serio (vocês devem saber como são as mulheres, sempre aumentam as histórias), mas derramei sim algumas lágrimas, suficiente para que tudo que estava guardado fosse embora, foi meio que um alívio e um desabafo comigo mesma.


Bom saímos de casa 17h30mim e chegamos ao aeroporto às 19h30min - Santo transito. Dentro do aeroporto o check-in foi muito rápido e até a hora de entrar no avião o tempo passou rápido. Nessa viagem teria que descobrir duas coisas:
* Como sobreviveria quase dez dias com a tia que eu "amo" tanto
* Qual era o sentimento de andar de avião

Não foi minha primeira vez a andar de avião, pelo contrário já devo ter andado umas duas vezes, mas nessa época não tinha idade o suficiente para saber o que era um avião. Dai para frente não imaginava o que iria me acontecer.

E NO PRÓXIMO CAPÍTULO: HAHAHAHA VOCÊS VERAM COMO FOI MINHA "PRIMEIRA" VIAGEM DE AVIÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário