sexta-feira, 19 de março de 2010

Mais um susto

Esse ano realmente não esta sendo nem um pouco fácil para mim, estou com medo de tudo, tudo mesmo, posso estar sorrindo por fora, mas por dentro estou tremendo de medo ou até mesmo chorando.

Depois que meu pior pesadelo aconteceu, eu acho que nunca vou superar o trauma. Fiquei pouco tempo cara a cara com o assaltante, mas para mim esse pouco tempo durou uma eternidade que não sai da minha cabeça.

Sempre fui uma daquelas que andava de um lado para o outro a pé, ir de manha sozinha a pé para escola era meu equilíbrio e calmante, apenas eu o sol amanhecendo e a rua. Hoje é um dos meus maiores medos.

Meus sonhos se tornaram pesadelos, a partir do segundo susto que levei meus amigos e eu estávamos na praia à noite (QUE IDEIA NE?) naquele dia eu não queria ir, mas minhas primas e meus amigos me encherão tanto o saco que eu fui. Tudo escuro e tudo que ouvimos foi apenas o barulho do mar resultado: um cara apareceu do nada e começou seguir a gente, chegou perto de nos, parou na frente do meu amigo Marcos e ficou encarando o boné da Nike que Marcos estava usando, disfarçadamente demos um, depois dois passos para trás e começamos a fugir.

Ainda bem nada aconteci, eu apenas entrei em choque e me desesperei quando cheguei em casa. Sonho constantemente que estou sendo assaltada, as imagens vivem passando na minha cabeça sempre. Perdi a confiança em qualquer um, qualquer pessoa na rua que chegue perto ou venha falar comigo faz meu coração dispara.

Hoje não desço mais a rua como antes, desço a rua chorando. Só me sinto segura ao entrar na minha escola, meu Porto Seguro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário