sábado, 1 de agosto de 2009

Procura-se um livro

Minha mãe acordou com o fogo de me enxer hoje, bela saudade que ela tava... e ela ao contrário de mim tem uma ótima memória e lembrou do maldito livro que eu tenho que ler para a escola,não direi o nome vai que alguem que le esse blog é parente bem,bem,bem distante do autor mesmo porque eu acho que ele já morreu há alguns séculos.. mas enfim fui procurar no canto da minha cama onde eu coloco sempre jogado e solitário, detalhe: minha empregada havia vido em casa quando eu não estava em casa.
Daria tudo para saber o que se passa na cabeça delas na hora de guardar as minhas coisas que na verdade eu não chamaria de guardar e sim esconder!!
Se eu ganhasse um real a cada vez que eu procurasse alguma coisa minha e gritasse "EU MATO A MINHA EMPREGADA" eu taria milhonária ! se eu coloco uma coisa lá é porque eu sei que está lá, e que provavelmente eu uso diariamente... não no caso do livro!.
E o que mais me deixa chateada é que quando eu era criança culpava o sumisso das coisas no duende mau, e começava a dar pulinhos e gritinhos para são longuinho, o que me incomodava era que se foi o duende mau que roubou, porque o são longuinho que devolvia? isso eu nunca soube a reposta, mas que dava certo na maioria das vezes dava. Até hoje meus pais me pegam no flagra pulando e gritando na esperança de ter minhas coisas de volta!
Bom já me humilhei demais por hoje!

Nenhum comentário:

Postar um comentário